Aurelio De Laurentiis não costuma ser dos dirigentes mais polidos. E o presidente do Napoli não conteve a língua para alfinetar a própria torcida. Os napolitanos cobram o cartola por grandes contratações no mercado de transferências, diante da movimentação imponente feita por boa parte dos concorrentes à parte de cima da tabela na Serie A. Em resposta, o mandatário assegurou que não fará loucuras e apontou que os torcedores poderiam ajudá-lo mais no dia a dia. Após a saída de Maurizio Sarri para o Chelsea, a confiança está depositada sobre Carlo Ancelotti, ainda que alguns resultados na pré-temporada tenham deixado suas preocupações.

“O Napoli é o único clube italiano que esteve nas competições europeias durante as últimas nove temporadas e, de acordo com um estudo holandês, foi o que mais cresceu no país recentemente. Em Nápoles, eles querem que eu gaste bilhões de euros para contratar os jogadores que aparecem, mas depois usam camisas falsas e pulam as catracas para entrar no estádio. Eles reclamam de mim, mas também reclamo deles”, declarou o presidente.

Questionado sobre os rumores que surgiram quanto ao interesse do Napoli em Andrea Belotti, o dirigente afastou a possibilidade. Pior, foi bastante crítico em relação ao artilheiro do Torino: “As negociações por Belotti são muito falsas. Isso é estranho pra mim. Parece que todos superestimam este jogador. Se Belotti custa €65 milhões, então fico feliz, porque Roberto Inglese custará €85 milhões! Na última temporada ele marcou 12 gols na Serie A, enquanto Belotti fez 10 com o Torino. Nós o emprestamos com uma taxa por isso e o Parma aproveitou”.

Além disso, diante da necessidade de contratação de um goleiro, De Laurentiis ressaltou que Davide Ospina deve mesmo ser o escolhido para ocupar a lacuna no San Paolo: “Eu poderia contratar Ospina? É verdade, ele ainda pode vir. Estamos negociando, mas há diferenças nas demandas. Provavelmente é um negócio que irá acontecer. Também conversamos com Mignolet, Ochoa e Tatarusanu. Há quatro candidatos, mas, embora eu prefira Ochoa, eu não quis assinar por que ele não tem cidadania europeia e temos um limite”.

Por fim, bastante criticado por torcedores napolitanos ao comprar o Bari, sob os temores de que haveria um conflito de interesses e de que o dirigente diminuiria os investimentos sobre os celestes, De Laurentiis assegurou que sua prioridade continua sendo o Napoli: “Meus queridos, o Bari está nas ligas amadoras. Eu dificilmente serei distraído pelo Bari. É uma instituição com grande potencial que foi maltratada. Tentaremos reergue-la neste novo momento”.

O Napoli gastou €71,5 milhões em reforços. Alex Meret e Orestis Karnezis chegaram por empréstimo ao gol, enquanto Amin Younes e Amato Ciciretti desembarcam sem custos. Os maiores investimentos aconteceram no meio-campista Fabián Ruiz, ex-Betis, e no ponta Simone Verdi, sonho de consumo antigo que estava no Bologna. Também vieram o ponta Vinícius Morais e o lateral Kévin Malcuit. Em contrapartida, entre as perdas, menções principais ao goleiro Pepe Reina e ao volante Jorginho. Os napolitanos embolsaram €91 milhões com os atletas que deixaram o San Paolo.