A Fifa suspendeu provisoriamente por 30 dias o defensor angolano Yamba Asha por um suposto caso de doping. O exame realizado pelo jogador após a partida entre seu país e Ruanda, em 8 de outubro, pelas eliminatórias, deu positivo. A substância encontrada não foi divulgada.

Caso a contra-prova também dê positivo, Asha corre o risco até de perder a Copa do Mundo, por conta de uma suspensão pesada. O defensor, de 29 anos, atua hoje no AS Aviação, de Angola.

A participação de Angola no Mundial, no entanto, está garantida. “Trata-se de uma sanção individual, e não coletiva”, declarou Andréas Herren, porta-voz da Fifa, em entrevista à agência de notícias alemã SID.