O Betis conseguiu um ótimo reforço no último dia da janela de transferências da Espanha. O meia Giovani Lo Celso, de 22 anos. O jogador chega por empréstimo do Paris Saint-Germain, com valor do empréstimo de € 2 milhões e opção de compra. A transferência é muito benéfica tanto para o jogador, que certamente será mais utilizado, e para o clube, que ganha uma excelente opção de meio-campo em um setor que já tinha ótimos nomes.

LEIA TAMBÉM: O empréstimo ao Amiens indica o moral de Ganso após duas temporadas na Europa

Lo Celso foi contratado junto com Rosario Central em julho de 2016, mas continuou no clube argentino até dezembro, por empréstimo. Em janeiro de 2017, chegou ao Paris, então dirigido por Unai Emery. Aos poucos, ganhou espaço para ser um jogador diferente do que era na Argentina. Um meia ofensivo, foi adaptado para jogar como meio-campista central, algumas vezes até sendo o primeiro jogador de marcação da equipe, como no jogo de ida contra o Real Madrid nas oitavas de final da última Champions League, quando, aliás, ele acabou não conseguindo render.

Em muitos jogos, porém, Lo Celso foi bem pelo Paris. Se adaptou para fazer a função mais recuada no meio-campo, com uma qualidade grande. Na temporada 2017/18, fez 48 jogos (metade deles como titular). Era um jogador da rotação, mas que foi bastante utilizado. Nesta temporada, porém, o técnico Thomas Tuchel indicou que não pretendia usar tanto o meio-campista quanto Emery. Por isso, abriu as portas para que ele fosse emprestado e tivesse mais minutos.

No Betis, encontra um time comandado pelo técnico Quique Setién, que tenta jogar um futebol de passes e que valoriza a posse da bola. O setor de meio-campo tem vários jogadores com alta capacidade de fazer isso. Willian Carvalho, Javi García, Andrés Guardado, Ryan Boudebouz e Sergio Canales. Aumenta a gama de opções de Setién e com um jogador de Copa do Mundo.

“Estou muito contente de estar aqui em um clube com muita história. Quero devolver dentro de campo a confiança que me deram. Minha chegada começa com um dérbi que já sabemos como se vive aqui. Esperamos que se dê da melhor maneira”, afirmou o jogador em sua chegada. “Uma das coisas que me fez vir é o projeto deste clube. Motiva muito um jogador desde o primeiro momento o projeto desportivo que o clube tem, algo que entusiasma. Isso é o que me fez estar aqui”.

“Estou ansioso para o começo. Hoje tivemos o sorteio da Liga Europa. Estar aqui é muito importante para o clube e esperamos que saia tudo como esperamos”, continuou o jogador. “Sempre temos objetivos individuais, mas acima de tudo, coletivos. Quero contribuir com meu grão de areia e chegar rapidamente às ordens do treinador e conhecer os novos companheiros de equipe”, continuou Lo Celso. “Por fim, falou sobre o torcedor, uma das marcas do Betis. “Sabemos como se vive o futebol aqui, de uma maneira passional. Para um jogador é muito importante ter uma torcida assim. Isso motiva muito. Estou ansioso para pisar no campo e poder devolver a confiança que me deram”.

O Betis vai a campo no domingo, 15h45 (horário de Brasília) para um clássico contra o Sevilla. Tem tudo para ser uma estreia para lá de agitada do jogador.