Como parar o fortíssimo ataque do Liverpool? Pep Guardiola deixou claro que a missão é bem difícil, porque chamou os três de “quase imparáveis”. A pergunta veio para o técnico do Manchester City porque o confronto com o Liverpool será na quarta-feira, pela Champions League.

LEIA TAMBÉM: Uefa anuncia novidades importantes para próxima temporada da Champions e da Liga Europa

O primeiro jogo será em Anfield Road, palco da única derrota do Manchester City na Premier League, em janeiro. Naquela vitória por 4 a 3, o trio de ataque do Liverpool, com Roberto Firmino, Sadio Mané e Mohamed Salah brilhou. E parar os três é um desafio que exigirá o melhor do City.

“Não apenas Salah, Mané e Firmino, os três, eles são quase imparáveis. Eles são fantásticos, fantásticos jogadores”, afirmou Guardiola em coletiva. “O modo como o Liverpool joga é muito complicado para nós. Nós sabemos disso. Eles são muito rápido, eles são muito bons e é duro, mas isso é quartas de final de Champions League, então não podemos esperar que algo, nesse nível, seja fácil”.

“Nós podemos jogar contra nós mesmos e dizermos ‘este é o alvo, nós temos que superar’. Nós seremos capazes ou não de superar isso. Se formos capazes, okay, semifinais. Se não formos, parabéns ao Liverpool e a próxima temporada nós iremos voltar mais fortes, mas nós vamos tentar”, afirmou ainda Guardiola.

O treinador catalão ainda tem dúvidas para o jogo. Sergio Agüero é dúvida para o duelo de quarta-feira, um dos mais importantes da história do clube. Quando perguntado sobre o assunto, Guardiola manteve a dúvida no ar. “Veremos”, respondeu. “Ele ainda não treinou, nem uma sessão de treino. Espero que ele esteja muito, muito melhor. Veremos. Nessas situações, é dia a dia”.

“Espero que ele possa nos ajudar. Talvez não como titular, talvez do banco. Ou porque depois disso nós temos o United e, depois disso, Liverpool no jogo de volta e talvez precisemos mudar o sistema e ter seis atacantes para ganhar aquele jogo e nós precisaremos de Agüero e Gabriel, Lukas Nmecha e Sterling e todo mundo”, disse ainda Guardiola, claramente exagerando. “Então, não é só um jogo, Liverpool. São 180 minutos. Você tem que tentar e ter um bom desempenho lá para a segunda partida”.

Liverpool x Manchester City
Quarta, 4 de abril, 15h45
Na TV: Esporte Interativo