A Inglaterra depende apenas de suas próprias forças para disputar a Copa do Mundo de 2014. Uma vitória sobre a Polônia em Wembley é o suficiente para os ingleses confirmarem a vinda ao Brasil, sem se preocuparem com o resultado da Ucrânia. Situação cômoda, mas que também traz péssimas lembranças aos Three Lions. Também contra os poloneses e no velho estádio, a Inglaterra sofreu sua queda mais amarga nas Eliminatórias.

Desde 1950, quando aceitaram disputar o Mundial, os ingleses não enfrentaram grandes dificuldades para se classificar. Até aquele 17 de outubro de 1973. Em confronto direto com a Polônia, os campeões do mundo de 1966 precisavam da vitória. E não faltou iniciativa, em bombardeio dos anfitriões. O problema é que, do outro lado, Jan Tomaszewski estava em noite inspirada. Chamado de ‘palhaço de circo com luvas’ por Brian Clough, então comentarista da televisão inglesa, o camisa 1 tinha uma motivação a mais para o duelo.

O goleiro quebrou um dedo da mão logo aos três minutos e, mesmo assim, fechou o gol. Foram várias defesas espetaculares, além de alguns lances de sorte. Tomaszewski só foi vazado aos 18 minutos do segundo tempo, em pênalti convertido por Allan Clarke. Foi pouco, já que os visitantes tinham aberto o placar nos instantes anteriores, com Jan Domarski. Sem conseguir a virada, a Inglaterra teve que se contentar com o empate por 1 a 1. Resignar-se em acompanhar o Mundial de 1974 apenas pela televisão.

“Na Polônia, a vitória foi saudada como um milagre tão grande quanto a vez em que o país parou o avanço bolchevique em 1920. Foi uma recepção eufórica”, relembra o já veterano Tomaszewski. “Normalmente as torcidas e as comemorações eram orquestradas pelos comunistas, mas naquela vez elas aconteciam aonde íamos. Mesmo as crianças de hoje sabem os nossos nomes de coração. O dinheiro vai e vem, assim como a fama, mas o que experimentamos e o efeito daquilo no nosso povo não tem preço”.

Aquela derrota culminou na demissão de Alf Ramsey, técnico que havia levantado a Taça Jules Rimet sete anos antes. Enquanto isso, a Polônia se impulsionava para a histórica terceira colocação na Copa de 1974, consagrando a geração de Lato, Deyna, Szarmach e Zmuda. Tomaszewski continuou fazendo sua fama ao se tornar o primeiro goleiro a defender pênaltis em mais de um jogo em um mesmo Mundial. Chegou a receber uma proposta do Tottenham, o que só não foi concretizado por falta de permissão do governo comunista da Polônia.

Quarenta anos depois, Artur Boruc quer emular a façanha de seu antecessor no gol polonês. A seleção não tem mais chances de ir à Copa, mas pode ter o gosto de mandar a Inglaterra pelo menos à repescagem. Um empate parece suficiente para isso, já que a Ucrânia tem tudo para golear San Marino e ultrapassar a pontuação atual dos Three Lions. Estragar a festa inglesa outra vez não é difícil. Complicado mesmo será repetir uma atuação sensacional como a de Tomaszewski em Wembley.