A lenda Paolo Maldini voltou ao Milan mostrando pés no chão. O ex-defensor do clube, que vestiu a camisa do Milan por 901 jogos, falou que a estratégia de transferências ainda será definida. Fez elogios a Mattia Caldara, novo contratado, e Alessio Romagnoli, com quem formará a defesa. Com sua experiência, o ídolo rossoneri, aos 50 anos, voltou graças à proximidade com Leonardo, que explicou a seriedade do projeto. Com a confiança no brasileiro, Maldini voltou ao clube com o qual tem uma relação tão próxima.

LEIA TAMBÉM: Além do nome em si, a volta de Maldini é um bom sinal quanto ao novo Milan

“Os resultados estão claros, nós terminamos em sexto por dois anos seguidos. Nós certamente precisaremos melhorar o time”, afirmou Maldini. “Eu cheguei agora, mas nós estamos falando no telefone e nos próximos dias falaremos de mercado. O primeiro objetivo é estar nos parâmetros do Fair Play Financeiro, não teremos gastos malucos”.

“Eu cheguei ao clube hoje [segunda], então haverá tempo para falar sobre a estratégia de transferências. Os donos querem manter a posse do clube por médio a longo prazo, o que é parte da razão que eu aceitei retornar”, explicou o ex-defensor. “Minha história significa que eu devo aceitar trabalhos que não sejam de curto prazo. Eu falei com Gattuso, nós iremos nos encontrar em breve”, afirmou o lendário jogador italiano.

No seu último jogo como profissional, Maldini teve um conflito com os ultras do Milan, que o xingaram. “Meu relacionamento com os torcedores é fantástico. Os torcedores me amam e sempre mostraram isso, o incidente pode ficar onde foi deixado”, disse. “Eu não espero nada, eu nunca esperei faixas como jogador e eu certamente não espero agora como diretor”.

Falando de campo, Maldini, um dos grandes defensores italianos de todos os tempos, foi perguntado sobre os jogadores que estão no clube, Alessio Romagnoli e o recém-contratado Mattia Caldara e se eles são o futuro do clube. “Certamente, junto com [Daniele] Rugani, são os defensores mais promissores”, analisou.

“[Gonzalo] Higuaín foi uma grande contratação e Caldara é um jovem rapaz com grande potencial. Se você perguntar a qualquer especialista quem seria bom para a seleção nacional, eles certamente diriam Caldara”, continuou. “Também [Patrick] Cutrone fez coisas incríveis no ano passado, eu o acompanhei quando nos filhos estavam nos times de base. Ele tem um desejo real”.

O Milan estreia no Campeonato Italiano no próximo dia 19 de agosto contra o Genoa, em San Siro. Até lá, o time se prepara sem jogos e ainda com a janela de transferências aberta até o dia 31.