A ausência de Cristiano Ronaldo na entrega do prêmio de melhor jogador da Europa criou uma das maiores polêmicas inúteis da última semana. Diziam que o artilheiro não havia comparecido ao evento por saber que não ganharia o troféu principal e, de fato, este parou nas mãos de Luka Modric. O amistoso entre Portugal e Croácia desta quinta-feira, ao menos, serviu para tirar algumas coisas a limpo. CR7 ficou de fora da convocação, mas Modric esteve presente. E o meio-campista do Real Madrid apontou que não existiu qualquer problema com o antigo companheiro. O camisa 7, inclusive, mandou uma mensagem parabenizando pela honraria.

“Vamos ver. Estou feliz por estar entre os finalistas [do The Best] e o que acontecer, acontecerá. Há pessoas que vão decidir. Tenho uma boa relação com o Ronaldo, continuará na mesma. Para mim, os prêmios individuais são importantes, mas mais importante são os títulos coletivos. Não estou obcecado com isso. Já falei com Ronaldo. Ele me mandou uma mensagem para felicitar. Disse que estava feliz e que eu merecia. E disse também que queria me ver em breve. Só isso, temos uma boa relação”, apontou à RTP.

Quem também mudou o tom de suas críticas foi Zlatko Dalic. O técnico da Croácia chegou a dizer que Cristiano Ronaldo foi ‘egoísta’ por não comparecer ao prêmio, mas depois se retratou: “Tenho pena que essa mensagem acabe nesse tom. O Cristiano é um dos melhores jogadores de todos os tempos, na minha opinião. Essa foi uma parte de uma resposta minha a uma pergunta sobre a ausência de Ronaldo na cerimônia da Uefa. Eu disse que achei que isso era um bocado egoísta, mas eu não queria dizer uma coisa tão negativa e, se calhar, fui mal interpretado. O Luka merece ser o melhor jogador da Europa e do mundo. Está recebendo vários prêmios, como nunca tinha acontecido na carreira. O Cristiano Ronaldo é um dos melhores de sempre, mas, de qualquer maneira, acho que o Luka merece esse prêmio”.

Mesmo de fora do jogo, Cristiano Ronaldo enviou uma mensagem aos companheiros da seleção. Portugal e Croácia empataram por 1 a 1. Ivan Perisic abriu o placar com um belo chute da entrada da área, mas Pepe igualou a contagem pouco depois. Os lusitanos voltam a campo na próxima segunda-feira, quando recebem a Itália em Lisboa, iniciando sua participação na Liga das Nações. O atacante continuará de fora, deixado de lado nesta convocação pelo técnico Fernando Santos, que preferiu poupá-lo e testar novos jogadores.