Cristiano Ronaldo mudou a Juventus de patamar, mesmo que isso não tenha se refletido em campo ainda. O impacto midiático do clube e a valorização da marca são evidentes, assim que o craque assinou contrato com os bianconeri. No entanto, mais do que um movimento além dos gramados, a Velha Senhora espera dar um salto de qualidade também com sua equipe, visando a reconquista da Liga dos Campeões. Vice-presidente juventino, Pavel Nedved analisou como o camisa 7 permite os italianos ambicionarem mais.

“Estamos muito feliz que pudemos trazer ao nosso time um jogador de primeira grandeza como Cristiano Ronaldo. Como clube, demos um passo à frente e queremos fazer que isso conte na Liga dos Campeões, nosso objetivo para os próximos anos. Alguns podem ter pensado que era uma loucura. Na Juventus, estamos em uma posição que é difícil contratar jogadores melhores do que aqueles que já são titulares”, declarou Nedved, em entrevista à imprensa tcheca.

“Nosso diretor esportivo uma vez disse que poderíamos comprar Ronaldo. Sabíamos que sua cláusula seria reduzida para €100 milhões, então o negócio se tornou mais realístico. Tivemos que falar com o presidente, que analisou todos os aspectos do acordo e deu sua aprovação. Foi a decisão certa para levar a Juventus ao patamar que o clube pertence. Queremos conquistar a Champions, então foi um bom negócio”, complementou.

O veterano também avalia a chegada de Cristiano Ronaldo como uma injeção de ânimo para a Juventus, depois de tantos anos vitoriosos: “Eu disse a Agnelli que era o movimento certo que nosso time precisava para crescer. Já ganhamos sete Scudetti em sequência. Querendo ou não, o nível de motivação cai com tantas conquistas. Quando você tem a oportunidade de mudar algo, você faz isso. Aconteceu no momento perfeito para nós”.

Segundo Nedved, a decisão de Cristiano Ronaldo em aceitar o desafio de atuar no Campeonato Italiano foi um fator essencial na transferência: “Foi muito mais fácil porque ele queria se juntar a nós. Ele queria uma mudança de ambiente, deixar Madri. Escolheu nosso clube e foi uma honra para nós. Ele conseguiu vencer na Inglaterra e na Espanha, ficaremos muito felizes se puder repetir na Itália. Nós daremos o máximo”.

Por fim, o tcheco exaltou a postura de Ronaldo no dia a dia do clube: “Ele é incrível em todos os aspectos. É um jogador que trabalha duro, é um líder, não precisa falar para ninguém segui-lo. Nossos jovens têm a oportunidade de treinar com ele e melhorarem. Cristiano é um rapaz normal que ama vencer e quer ser o melhor em tudo. Ele me perguntou como funcionava na Itália e me disse o que esperava. É mais difícil marcar gols aqui e acho que ele já percebeu isso. No entanto, será apenas questão de tempo. Ele ganhou cinco Bolas de Ouro, mas durante os treinos parece que está iniciando a carreira. É fantástico vê-lo treinar, parece que sempre procura um jeito de melhorar. É algo muito positivo, principalmente àqueles que veem seu exemplo”.