As punições estabelecidas pela Fifa com relação a manifestações racistas de torcedores serão postas em prática já na Copa do Mundo. Joseph Blatter, presidente da entidade, disse em entrevista coletiva nesta sexta que os países-membros receberão os detalhes sobre as medidas na próxima segunda e espera que elas sejam adotadas sem atraso.

“Posso garantir que as novas regras sobre casos de racismo são aplicáveis imediatamente. É uma decisão de urgência para um caso de urgência. As regras são explícitas”, explicou Blatter.

Segundo a Fifa aprovou nesta quinta, as sanções passam por suspensões ou perda de pontos (três na primeira condenação, seis na segunda e o rebaixamento caso as ofensas ocorram mais uma vez.) ou a eliminação da equipe. A entidade afirma que cada filiado deverá incorporar tais punições nos regulamentos de seus torneios. Quem desobedecer a determinação corre o risco de ficar de fora de competições internacionais por dois anos.