Um mar vermelho de torcedores tomou conta do Serra Dourada para a decisão da Série C do Campeonato Brasileiro. Grande parte dos 40.914 saiu feliz: o Vila Nova virou para cima do Londrina, venceu por 4 a 1 e conquistou o torneio pela segunda vez na história, repetindo o feito de 1996. Ao lado do Atlético Goianiense, é o outro time bicampeão da terceira divisão e vai disputar a Segundona ano que vem.

LEIA MAIS: Com o calendário esburacado, solucionar um problema na Série D significa criar outros

A partida de ida, no estádio do Café, havia sido vencida pelo Londrina, por 1 a 0. O Vila Nova precisava de um bom placar para sair com a taça. Contava com o apoio da torcida, que lotou o estádio Serra Dourada, e antes da partida começar, montou um belo mosaico com o primeiro escudo do clube goiano.

Deu certo. Apesar de o time da casa ter saído atrás, com um gol de cabeça de Bruno Batata, no começo da partida, o Vila Nova não desistiu. Conseguiu a virada rapidamente. Moisés fez a jogada para Ramires empatar e ele mesmo fez 2 a 1. Tudo isso aos 10 minutos do primeiro tempo. Logo no começo da etapa final, Zotti ampliou com chute de primeira de fora da área que entrou no cantinho.

A partida ainda reservava emoções para os minutos finais. O Londrina precisava de apenas um gol para ser campeão e foi para cima com tudo. Em um escanteio, o goleiro Vitor subiu para a área adversária, mas não conseguiu cabecear. No contra-ataque, e com o gol livre, Moisés marcou seu segundo na partida e decretou a goleada dos goianos.

O Vila Nova teve um ano horrível em 2014, com dois rebaixamentos, tanto no Campeonato Estadual, quanto no Campeonato Brasileiro da Série B. A redenção veio nesta temporada com dois títulos. Venceu a divisão de acesso do Goiano e voltou à elite do estado. Agora, levou o caneco na terceira divisão e está devolta à Série B. Com a força da sua torcida.