Quando a temporada começou, o Burnley era um dos times mais cotados a serem rebaixados. Segundo a Oddsshark, parceira da Trivela, o Burnley era o terceiro time mais cotado ao rebaixamento antes do início da temporada, em agosto com retorno de R$ 2,25 em quem apostasse na queda do time àquela altura. Ficava à frente apenas do Huddersfield (R$ 1,66) e Brighton (R$ 2,20). Só que a temporada tem sido incrivelmente boa: depois de 36 jogos, o time é o sétimo colocado, com vaga praticamente garantida na próxima Liga Europa. E a empolgação da torcida é grande a ponto de um bar ao lado do clube ter prometido mudar o nome caso o time chegasse à Europa. A homenagem seria ao técnico Sean Dyche, no clube desde 2012. E a não ser que um desastre aconteça, o time estará na competição europeia.

LEIA TAMBÉM: Guardiola ironiza: “Não se preocupe. Vamos gastar 1 bilhão ou algo assim na próxima temporada”

O bar Princess Royal, que fica ao lado estádio Turf Moor, mudará o seu nome para homenagear o técnico do Burnley caso a classificação à competição europeia se confirme. O bar passará a se chamar “Royal Dyche”. O dono do bar, torcedor do Burnley e que tem ingresso de temporada para acompanhar o time, se mostrou muito empolgado com a campanha do time, muito, muito próximo de garantir a vaga europeia. “Eu não sei se eu estou mais empolgado em conseguir uma vaga para a Europa ou em mudar o nome do bar”, afirmou Justine Lorriman, dono do bar. A ideia surgiu em novembro, quando uma placa fora do bar prometia mudar o nome se o time conseguisse uma vaga em competições europeias.

A promessa está muito próxima porque a distância para o oitavo colocado, Everton, é de seis pontos, com apenas dois jogos restantes. Como o critério de desempate é o saldo de gols, o time vive uma situação muito tranquila: tem saldo positivo de três gols contra um saldo negativo de 12 dos Toffees. Ou seja: só mesmo um milagre para o time não se classificar à Liga Europa.

Aos 46 anos, Sean Dyche é um caso caro de estabilidade, mesmo para os padrões ingleses. Foi com o técnico no comando que o time subiu para a Premier League na temporada 2013/14, ao terminar a segunda divisão em segundo lugar. Mas a permanência na primeira divisão durou só uma temporada: o time foi imediatamente rebaixado ao terminar em 19º. O técnico foi mantido e fez uma campanha de título na segunda divisão, retornando à primeira imediatamente. Na temporada 2016/17, a da volta, o time terminou em 16º, se salvando do rebaixamento com muito suor. Agora, faz campanha histórica.

Convenhamos que virar nome de um bar é uma bela honra. E ainda ganhará cerveja de graça quando quiser! Não é nada mau, hein?