A Espanha é o país com mais indicados entre os 55 indicados ao time do ano da Fifa, feito pela FIFPro, o sindicato mundial de jogadores profissionais de futebol. São nove espanhóis candidatos, algo que tem muito a ver com o título do Real Madrid na Champions League. O clube tem 11 indicados na lista. A França, com oito indicados, é o segundo país com mais representantes, algo que tem muito a ver com o título mundial na Copa do Mundo da Rússia.

LEIA TAMBÉM: Grande gesto: Depois do acidente com Shaw, Carvajal ligou pedindo desculpas ao inglês

A indicação vem por votação entre os próprios jogadores. São mais de 25 mil jogadores profissionais filiados, de 65 países. Cada um que vota deve escolher um goleiro, quatro defensores, três meio-campistas e três atacantes. No total, são cinco goleiros indicados, 20 defensores, 15 meio-campistas e 15 atacantes na lista final.

Os brasileiros aparecem como terceiro país com mais indicados ao prêmio, com seis. A turma do Paris Saint-Germain se faz muito presente, com seis indicados (já incluindo Gianluigi Buffon, que conta como Juventus e PSG). O Barcelona tem oito jogadores entre os indicados, algo que se tornou também trivial. Estar em Barcelona ou Real Madrid é um caminho importante para ser considerado um dos melhores, o que justifica, em parte, a vontade de todos os jogadores de defenderem esses clubes.

Veja a lista total dos 55 jogadores indicados:

Goleiros: Gianluigi Buffon (ITA/Juventus e Paris Saint-Germain), Thibaut Courtois (BEL/Chelsea e Real Madrid), David De Gea (ESP/Manchester United), Keylor Navas (CRC/Real Madrid), Marc-André Ter Stegen (ALE/Barcelona)

Defensores: Jordi Alba (ESP/Barcelona) Dani Alves (BRA/Paris Saint-Germain), Dani Carvajal (ESP/Real Madrid), Giorgio Chiellini (ITA/Juventus), Virgil van Dijk (HOL/Southampton e Liverpool), Diego Godin (URU/Atlético Madrid), Mats Hummels (ALE/Bayern de Munique), Joshua Kimmich (ALE/Bayern de Munique), Dejan Lovren (CRO/Liverpool), Marcelo (BRA/Real Madrid), Yerry Mina (COL/Barcelona e Everton), Benjamin Pavard (FRA/Stuttgart) Gerard Piqué (ESP/Barcelona), Sergio Ramos (ESP/Real Madrid), Thiago Silva (BRA/Paris Saint-Germain), Kieran Trippier (ING/Tottenham), Samuel Umtiti (FRA/Barcelona), Raphaël Varane (FRA/Real Madrid), Sime Vrsaljko (CRO/Atlético Madrid e Inter), Kyle Walker (ING/Manchester City).

Meio-campistas: Sergio Busquets (ESP/Barcelona), Casemiro (BRA/Real Madrid), Philippe Coutinho (BRA/Liverpool-Barcelona), Kevin De Bruyne (BEL/Manchester City), Eden Hazard (BEL/Chelsea), Andres Iniesta (ESP/Barcelona e Vissel Kobe), Isco (ESP/Real Madrid), N’Golo Kante (FRA/Chelsea), Toni Kroos (ALE/Real Madrid), Nemanja Matic (SRB/Manchester United), Luka Modric (CRO/Real Madrid), Paul Pogba (FRA/Manchester United), Ivan Rakitic (CRO/Barcelona), David Silva (ESP/Manchester City), Arturo Vidal (CHI/Bayern de Munique e Barcelona)

Atacantes: Karim Benzema (FRA/Real Madrid), Edinson Cavani (URU/Paris Saint-Germain), Paulo Dybala (ARG/Juventus), Antoine Griezmann (FRA/Atlético Madrid), Harry Kane (ING/Tottenham Hotspur), Robert Lewandowski (POL/Bayern de Munique), Romelu Lukaku (BEL/Manchester United), Mario Mandzukic (CRO/Juventus), Sadio Mane (SEN/Liverpool), Kylian Mbappe (FRA/Paris Saint-Germain), Lionel Messi (ARG/Barcelona), Neymar (BRA/Paris Saint-Germain), Cristiano Ronaldo (POR/Real Madrid e Juventus), Mohammed Salah (EGI/Liverpool), Luis Suárez (URU/Barcelona).