Sai Antonio Conte, entra Maurizio Sarri. O Chelsea anunciou neste sábado a chegada do novo treinador, também italiano, mas de estilo bastante diferente. Sarri chega do Napoli, um time que apresentou um futebol atraente e eficiente. Aos 59 anos, Sarri terá o maior desafio da sua carreira. Um clube que tem aspirações altas, precisando voltar a ficar entre os primeiros colocados na Inglaterra e, mais até do que isso, brigar por títulos. Ninguém pode garantir troféus na estante, mas Sarri é uma tentativa de um futebol que seja atraente. Ainda mais porque ele trouxe da Itália o primeiro reforço: o meio-campista Jorginho.

LEIA TAMBÉM: Briga com Diego Costa é peça-chave na conturbada demissão de Conte do Chelsea

Poucos técnicos foram tão elogiados quanto Sarri na última temporada pela qualidade do futebol apresentado. O Napoli bateu seu recorde de pontos e o recorde para um time que ficou em segundo lugar na tabela – abaixo, claro, da Juventus. No Chelsea, a missão passa por resultados, claro, mas além disso, de tentar levar um estilo de jogo mais atraente. Só Pep Guardiola foi tão elogiado quanto o italiano por seu jeito de jogar. Até mesmo Guardiola falou sobre isso. Agora, os dois serão concorrentes dentro da mesma liga. Sarri assinou contrato de três anos com o Chelsea. Segundo a Sky Sports, Gianfranco Zola, italiano e ex-jogador do clube, será assistente de Sarri.

“Eu estou muito feliz em vir para o Chelsea e a Premier League. É um empolgante novo período na minha carreira. Eu estou ansioso para começar a trabalhar e encontrar os jogadores na segunda antes da viagem para a Austrália, onde eu poderei conhecer o elenco e começar a nossa preparação de jogo”, afirmou Sarri. “Eu espero que possamos proporcionar um futebol divertido para nossos torcedores e que nós iremos competir por troféus no fim da temporada, que é o que o clube merece”.

A diretora do Chelsea, Marina Granovskaia, que também deu as boas vindas para o treinador italiano. “Nós estamos satisfeitos em dar as boas vindas a Maurizio e estamos ansiosos que ele possa trazer a sua filosofia de futebol para o Chelsea. O Napoli de Maurizio jogou um futebol dos mais empolgantes na Europa, impressionando com a sua abordagem ofensiva e o dinamismo e seus métodos de treinamento melhoraram significativamente os jogadores à sua disposição. Ele tem muita experiência na Serie A e na Champions League e sabemos que ele está aproveitando a chance de trabalhar na Premier League”, afirmou a diretora.

Jorginho chega ao Chelsea

O primeiro reforço vem da Itália. Por € 57 milhões, Jorginho será jogador de Sarri no Chelsea. Jorginho é daqueles jogadores que marcam o estilo de jogo de um time. Meio-campista que carimba todas as bolas, o jogador era uma peça importante no Napoli e se tornou titular da Itália nos últimos jogos da Azzurra na mal fadada campanha das Eliminatórias para a Copa. Muitos consideram que tarde demais.

“Eu estou absolutamente em êxtase por estar aqui no Chelsea. Não é fácil se tornar parte de um time tão grande e eu estou muito, muito feliz. Eu estou empolgado para jogar em uma liga tão intensa, por um time que dá o máximo para jogar e vencer”, afirmou Jorginho, que vestiará a camisa 5 no Chelsea – ele vestia a 8 no Napoli.

“Nós estamos satisfeitos por Jorginho ter escolhido vir para o Chelsea. Ele é um dos mais meio-campistas mais cobiçados da Europa e será um membro importante do nosso elenco. Ele demonstrou a sua qualidade trabalhando com Maurizio Sarri e nós estamos convencidos que sua contratação irá ajudar a trazer ainda mais sucesso a Stamford Bridge”, afirmou a diretora Marina Granovskaia.

Aos 26 anos, o jogador, nascido em Imbituba, em Santa Catarina, é descendente de italianos e foi ainda adolescente para o país europeu. Neto de italianos, foi para a Itália aos 15 anos e se formou na base do Verona antes de se transferir para o Napoli em 2014. Foram quatro anos brilhando pelo clube napolitano e era especulado por diversos clubes. Mais recentemente, o Manchester City, justamente o time de Pep Guardiola, era o favorito a leva-lo. Segundo relatos de veículos italianos, foi Jorginho que escolheu o Chelsea, onde acredita que terá mais espaço e, além disso, trabalhará com um técnico que o fez render muito bem.

Resta saber como será esse novo Napoli, com Maurizio Sarri e Jorginho. As perspectivas são grandes para um time que decepcionou na temporada atual. A língua italiana seguirá forte em Stamford Bridge, mas o estilo deve sofrer uma mudança bastante significativa. O que nos leva a pensar que deverá haver uma reformulação do elenco também. O que pode ser uma boa notícia para alguns clubes que possam, eventualmente, estar interessados em jogadores do clube inglês.