Enquanto a Copa do Mundo rolava, a Juventus contratou Cristiano Ronaldo. Isso você provavelmente já sabia. Mas é muito difícil, até para o consumidor profissional de futebol, conciliar uma competição tão intensa quanto o Mundial com o noticiário europeu em meio ao aquecido mercado de transferências. Até porque a maioria das pessoas quer absorver a Copa em sua plenitude, sem dar muita atenção para outras coisas. Nenhum problema: nós fizemos um resumão do que rolou longe da Rússia no último mês para você poder curtir a pré-temporada dos clubes europeus bem informado.

Fim da novela do treinador do Chelsea

Jorginho e Maurizio Sarri, apresentados no Chelsea (Foto: divulgação)

Antonio Conte chegou a se reapresentar no Chelsea para comandar o que devem ter sido alguns dias constrangedores de treinamentos porque todos sabiam que o italiano estava prestes a ser demitido. Aliás, todos sabiam disso há muito tempo, mas o anúncio oficial saiu apenas na semana passada. Roman Abramovich preferiu aguardar a conclusão das negociações com o Napoli para contratar Maurizio Sarri, e o presidente napolitano, Aurelio de Laurentiis, fez jogo duro para liberá-lo, apesar de já ter anunciado Carlo Ancelotti para comandar a sua equipe. Mas tudo eventualmente se resolveu. Quer dizer, mais ou menos. Os Blues tentam demitir Conte por justa causa, alegando “alienação de vários jogadores e quebra completa de comunicação com a diretoria do clube”, para evitar o pagamento de uma polpuda multa rescisória de £ 9 milhões. A briga deve se arrastar na Justiça. Enquanto isso, Sarri foi anunciado e recebeu seu primeiro reforço. O Chelsea deu um chapéu (que em inglês, aparentemente, é gazump) no Manchester City e contratou o meia Jorginho, por € 57 milhões.

Ingleses ativos no mercado

Mahrez assina pelo Manchester City

Nesta temporada, a janela de transferências da Premier League abriu mais cedo porque fechará antes da primeira rodada, marcada para 10 de agosto. Logo, os clubes da Inglaterra estão mais ativos do que os de outros países. O Manchester City ficou sem Jorginho, mas finalmente conseguiu contratar Riyad Mahrez, depois de o Leicester fechar as portas no último mês de janeiro. O Manchester United acertou com o lateral Diogo Dalot e com o meia brasileiro Fred, do Shakhtar Donetsk. O Liverpool, que já havia anunciado Fabinho e Naby Keita, trouxe Xherdan Shaqiri. O Arsenal não poupou esforços para alegrar o seu novo treinador, Unai Emery: Bernd Leno, Lucas Torreira, Sokratis e Stephan Lichtsteiner. O Newcastle aproveitou que Sung-yong Ki estava livre no mercado e arrebatou o ex-jogador do Swansea. O brasileiro Bernardo foi para o Brighton. O Huddersfield trouxe Erik Durm, do Borussia Dortmund. O Fulham deu um grande assalto no mercado de transferências com a chegada de Jean Michaël Serri, do Nice, que já foi especulado em grandes times, como o Barcelona. E o West Ham, de Manuel Pellegrini, contratou todo mundo que passou perto de Stratford: Felipe Anderson, Issa Diop, Andriy Yarmonlenko, Lukasz Fabianski, Fabián Balbuena e Jack Wilshere, que finalmente deixou o Arsenal.

Italianos também

Radjan Nainggolan, da Inter (Foto: Internazionale)

Os clubes italianos também se mexeram bem. A Internazionale, especialmente: trouxe Radja Nainggolan, da Roma, Lautaro Martínez, que já estreou em amistoso marcando gol, Matteo Politano, do Sassuolo, Stefan De Vrij, da Lazio, e Kwadwo Asamoah, que deixou a Juventus. O Milan anunciou Ivan Strinic, vice-campeão mundial com a Croácia, Pepe Reina e a eterna promessa Alen Halilovic, do Hamburgo. O Napoli entregou a Carlo Ancelotti o goleiro Alex Meret, Simone Verdi e Fabián Ruiz. A Juventus confirmou Emre Can, que estava há meses em negociação, e João Cancelo, do Valencia, que passou a última temporada na Internazionale. Ah, e Cristiano Ronaldo.

Ninguém mais do que a insaciável Roma

A Roma já estava se mexendo antes do início da Copa do Mundo e continuou trazendo jogadores no atacado quando a competição russa começou. Monchi, o Alexandre Mattos da Itália, já contratou dez atletas: o zagueiro William Bianda, do Lens; o meia Bryan Cristante, da Atalanta; o meia-atacante Nicolò Zaniolo, da Internazionale; o goleiro Antonio Mirante, do Bologna; o também goleiro Daniel Fuzato, do Palmeiras; o jovem meia Ante Coric, do Dínamo Zagreb; o lateral Davide Santon, da Inter; o meia Javier Pastore, do Paris Saint-Germian; o zagueiro Iván Marcano, do Porto; e o atacante Justin Kluivert, do Ajax, que merece mais palavras porque fez uma bonita homenagem ao antigo companheiro Abdelhak Nouri. O ex-jogador do Ajax sofreu danos cerebrais permanentes depois de um ataque cardíaco em amistoso contra o Werder Bremen, em julho do ano passado. Kluivert, que era o número 45 em Amsterdã, decidiu usar o 34 de Nouri na Itália.

Buffon: ainda não acabou 

Gianluigi Buffon, do PSG (dir.) ao lado do presidente Al-Khelaifi (Foto: PSG)

Depois de tantos anos de fidelidade à Juventus, era difícil imaginar que Gianluigi Buffon defendesse outra camisa. Quando questionado sobre seu futuro, o goleiro de 40 anos era evasivo, não confirmava sua aposentadoria. Descobrimos o motivo. O Paris Saint-Germain anunciou que o veterano defenderá as suas metas na próxima temporada, com opção para mais uma. Na França, Buffon buscará o único grande título que lhe falta: a Champions League, cuja final ele já perdeu três vezes. O goleiro, inclusive, não descartou continuar defendendo a seleção italiana, e o novo técnico Roberto Mancini, admitiu que pode convocá-lo. 

A barca do Sporting

Rui Patrício, goleiro de Portugal (Foto: Getty Images)

Depois que torcedores invadiram os vestiários do Sporting para intimidar os jogadores, não deve surpreender que ninguém está afim de ficar por lá na próxima temporada. Vários jogadores pediram rescisão de contrato e estão encontrando novos destinos. O Wolverhampton ampliou sua colônia portuguesa com Rui Patrício, mas os Leões reclamaram à Fifa, pedindo indenização. William Carvalho saiu para o Bétis, e Bryan Ruiz defenderá o Santos. Os bastidores do clube estão uma bagunça. O presidente Bruno de Carvalho foi suspenso das suas funções, mas, mesmo assim, anunciou sua candidatura para a reeleição. Enquanto isso, a direção interina demitiu o técnico Sinisa Mihajlovic, cuja passagem por Alvalde não chegou a dez dias, e chamou José Peseiro, vice-campeão da Copa da Uefa em 2004/05, para treinar o clube novamente. Mas nem tudo é má notícia porque Nani está de volta. 

Barcelona e Real apresentam reforços

O Real Madrid deve fazer grandes contratações para repor Cristiano Ronaldo, mas, enquanto isso não acontece, anuncia reforços mais modestos. Vinicius Júnior juntou-se ao elenco do tricampeão europeu, ao lado do lateral Álvaro Odriozola, da Real Sociedad, e o jovem goleiro Adriy Lunin, do Zorya Luhanski. Também foi confirmada a contratação de Rodrygo, do Santos, que só deve se apresentar na Espanha em junho do ano que vem. O Barcelona apresentou dois nomes: o meia Arthur, do Grêmio, que já estava certo há um bom tempo, e Clément Lenglet. Os catalães acionaram a cláusula de rescisão de € 36 milhões do defensor do Sevilla.

A Champions League já começou

E a Champions League começou. Depois daquela fase preliminar, com equipes de Kosovo, Gibraltar, Andorra e San Marino, começaram a aparecer alguns times mais conhecidos. O vencedor daquela eliminatória foi o kosovar Drita, que levou 3 a 0 do sueco Malmö no jogo de ida. O Celtic aplicou o mesmo placar, também fora de casa, no Alashkert, da Armênia. O Apoel, do Chipre, levou 3 a 1 do Suduva Marijampole, na Lituânia. O Ludogorets não tomou conhecimento do norte-irlandês Crusaders e goleou por 7 a 0, em seus domínios. As partidas de volta serão realizadas esta semana, entre terça e quarta. 

Gerrard estreou pelo Rangers

Gerrard no Rangers (Foto: Getty Images)

Steven Gerrard saiu do sub-18 do Liverpool para treinar o Rangers. E, durante a Copa do Mundo, fez a sua estreia no banco de reservas como técnico de um time adulto, na primeira fase preliminar da Liga Europa. Os escoceses encararam Shkupi, da Macedônia, e ganharam por 2 a 0, no Ibrox, com gols de Jamie Murphy e James Tavernier. A partida de volta será nesta terça-feira. Dois jogadores que ele levou de Anfield atuaram na partida: Jon Flanagan, desde o começo, e Ovi Ejaria, que entrou no segundo tempo. O primeiro jogo de Gerrard no Campeonato Escocês será contra o Aberdeen, em 5 de agosto. Em outros resultados dessa fase, o Copenhague saiu na frente contra o Kups, da Finlândia, com vitória por 1 a 0 fora de casa. O CSKA Sofia ganhou do letão Riga, pelo mesmo placar. O Hibernian fez 6 a 1 no Runavik, de Ilhas Faroe. Com Arshavin titular, o Kairat, do Cazaquistão, fez 3 a 0 no Engordany, de Andorra. As voltas também serão realizadas esta semana, entre terça e quinta.

Rooney deu adeus à Premier League

Wayne Rooney com a camisa do DC United (Photo by Patrick McDermott/Getty Images)

Um dos maiores jogadores da história da Premier League foi embora. O retorno de Wayne Rooney para casa durou apenas um ano. O maior artilheiro da história da seleção inglesa e do Manchester United assinou com o DC United, da Major League Soccer, após uma segunda passagem no máximo razoável pelo Everton. Aos 32 anos, Rooney deixa a liga inglesa com números gigantescos. É o 16º com mais partidas na era moderna do Campeonato Inglês (491) e o segundo maior goleador, com 208 gols, atrás de Alan Shearer (260). Ainda tem 103 assistências, o que o coloca em terceiro lugar na tabela histórica de garçons. Apenas Cesc Fàbregas e Ryan Giggs estão à sua frente nesse quesito.

Luis Enrique é o novo técnico da Espanha

A Federação Espanhola se mexeu rápido para tentar apagar o fracasso da Copa do Mundo da Rússia. Fernando Hierro sempre seria um técnico tampão, depois da saída de Julien Lopetegui para o Real Madrid, às vésperas da estreia. O sucessor surgiu rapidamente: será Luis Enrique, ex-treinador do Barcelona. Ele acertou contrato por dois anos para tocar a renovação que a campeã mundial de 2010 precisa. Além da mudança de estilo. Com Luis Enrique, o Barcelona foi um time muito mais vertical, com transições rápidas e contra-ataques. Um choque de ideias que definitivamente pode beneficiar a Espanha.

A situação do goleiro do Liverpool

Karius, do Liverpool

Acredite se quiser: enquanto a Copa do Mundo rolava, Loris Karius falhou de novo. O goleiro alemão, destaque da final da Champions League por dois erros crassos e feios, que, segundo o Liverpool e um hospital dos Estados Unidos, foram causados por uma concussão, após choque com Sergio Ramos, soltou uma cobrança de falta relativamente simples em amistoso contra o Tranmere Rovers e engoliu um novo frango. A confiança em seu futebol, que já estava baixa, foi ao chão. Surgiu a possibilidade de dar uma chance para o galês Danny Ward, que defendeu as metas do Huddersfield na campanha do acesso à Premier League. Desde que retornou ao Liverpool, no começo da última temporada, ele não teve muita oportunidade em Anfield. Mas parece que Klopp vai mesmo contratar um novo goleiro. Nesta terça-feira, os Reds fizeram uma proposta para contratar Alisson, da Roma, em um valor mais próximo do que os italianos estão pedindo.

Chegadas, saídas e permanências

Griezmann, do Atlético de Madrid (Foto: Getty Images)

O Atlético de Madrid recebeu ótimas notícias no começo da Copa do Mundo. Antoine Griezmann encerrou a longa novela a respeito da sua transferência, rejeitou o Barcelona e anunciou que continuará no Wanda Metropolitano. Em 18 de junho, os colchoneros anunciaram a renovação do seu contrato até 2023, e o de Lucas Hernández, até 2024. Também da delegação francesa veio o grande reforço do clube para a temporada: Thomas Lemar, do Monaco, acertou por € 70 milhões, depois de ter ficado próximo de Arsenal e Liverpool. Por outro lado, o capitão Gabi encerrou a sua passagem de sete temporadas pelo clube e acertou com o Al Sadd, do Catar.

Falando em Atlético de Madrid….

Fernando Torres anunciado no Japão

Especulava-se Estados Unidos. Ou China. No fim, o destino de Fernando Torres é o Japão. Incentivado pela transferência de Andrés Iniesta para o Vissel Kobe, o ídolo colchonero, que já havia anunciado sua saída do clube espanhol, acertou com o Sagan Tosu, da J-League. Disse que recebeu propostas de França, Alemanha e Espanha, mas escolheu o Japão, buscando uma nova experiência e um time em que ainda possa ser importante.

Bate e volta

Paulinho foi anunciado pelo Guangzhou Evergrande, da China (Foto: divulgação)

Parecia difícil que Paulinho retornasse ao mais alto nível do futebol europeu quando assinou com o Guangzhou Evergrande. Mas apareceu Tite na seleção brasileira, ele foi convocado, jogou muito bem e foi contratado pelo Barcelona. Inexplicavelmente, porém, o jogador decidiu, pela segunda vez, abrir mão da ambição esportiva para jogar na China. Logo depois da eliminação da seleção brasileira para a Bélgica, o Guangzhou Evergrande anunciou o retorno de Paulinho, por empréstimo de um ano, com opção de compra.

Como é o cinema do Azerbaijão?

Halldórsson, goleiro da Islândia (Foto: Getty Images)

O goleiro Hannes Halldórson, o cineasta que defendeu um pênalti de Lionel Messi na Copa do Mundo pela seleção islandesa, ganhou um novo clube. Aos 34 anos, trocou o Randers, da Dinamarca, pelo Qarabag, do Azerbaijão. Continuando em transferências meio aleatórias, Kevin-Prince Boateng acertou com o Sassuolo, e o veterano Darijo Srna foi para o Cagliari. Éder, autor do gol do título europeu de Portugal, transferiu-se do Lille para o Lokomotiv Moscou. Bobô voltou para a Turquia, defendendo o Alanyaspor. O Benevento trouxe os veteranos Christian Maggio e Antonio Nocerino para disputar a Serie B. O Genoa comprou o volante brasileiro Sandro, aquele ex-Tottenham e Internacional. 

Grandes nomes na Championship

Marcelo Bielsa, técnico do Leeds

Frank Lampard, que havia sido anunciado como o novo técnico do Derby County duas semanas antes da Copa do Mundo, ganhou um competidor de peso. O argentino Marcelo Bielsa assinou com o Leeds, na tentativa de apagar a péssima impressão que deixou com seu trabalho pelo Lille. Depois de reformular boa parte do elenco, foi demitido com a temporada em andamento, brigando contra o rebaixamento. Chegou a Elland Road respeitando a história do clube inglês e anunciando que já havia assistido a todos os 51 jogos do time na última temporada.

Novidade no Nice

Depois de dois anos e meio aprendendo o ofício no New York City, Patrick Vieira testará suas habilidades com a prancheta no Campeonato Francês. Com a saída de Lucien Favre para o Borussia Dortmund, o ex-capitão do Arsenal foi anunciado para comandar o oitavo colocado da última Ligue 1. E já começou a lidar com seu primeiro grande desafio: Mario Balotelli. O atacante italiano não se apresentou para o começo da pré-temporada, tentando forçar uma saída, provavelmente para o Olympique Marseille. Vieira criticou o jogador publicamente. “É uma pena porque ele passou dois lindos anos aqui, construiu uma boa relação como clube e os torcedores. É uma pena que termine assim”, disse.

Milan muda de mãos

O Milan descumpriu as regras do Fair Play Financeiro e foi punido com dois anos de suspensão de competições europeias. No entanto, o cenário mudou. A gestão chinesa que havia adquirido o clube das mãos de Silvio Berlusconi, 450 dias atrás, chegou ao fim. O empresário Yonghong Li perdeu o prazo de um pagamento de € 32 milhões que tinha que fazer, e o fundo de investimento Elliot International, que havia emprestado mais de € 300 milhõs para o chinês completar a compra do Milan, decidiu assumir o controle dos rossoneri. O planejamento envolve a injeção imediata de dinheiro para estabilizar as finanças e uma projeção boa o suficiente para tentar reverter a suspensão da Uefa no Tribunal Arbitral do Esporte.

O fim da era Phillip Cocu

Philip Cocu, técnico do PSV (Foto: AP)

Philip não é mais o técnico do PSV. O treinador foi anunciado no Fenerbahçe, que abriu mão de Aykut Kocaman. Cocu estava no cargo desde 2013 e conquistou a Holanda três vezes com os homens de Eindhoven, quebrando um jejum de sete anos do clube, em 2014/15. Também levantou o troféu da última temporada. Para o seu lugar, o PSV apostou em outro ex-jogador. Mark van Bommel, que estava na comissão técnica da seleção australiana ao lado de Bert van Marwijk, foi o escolhido para continuar o projeto.

Definido o futuro de Nagelsmann

Nagelsmann, do Hoffenheim

Julian Nagelsmann chamou muita atenção pelo que fez no comando do Hoffenheim. Na última temporada do Campeonato Alemão, por exemplo, o técnico de 30 anos levou o clube ao terceiro lugar. Não à toa, foi especulado em clubes como Borussia Dortmund, Bayenr de Munique e Arsenal. Mas seu destino será outro: o RB Leipzig, cuja política é justamente apostar em jovens profissionais, com fome e ousadia. Isso acontecerá apenas a partir da temporada 2019/20, o que dá ao Hoffenheim um ano para se despedir do seu treinador e projetar o futuro. Enquanto isso, o veterano Ralf Rangnick, diretor esportivo do clube da Red Bull, assumirá a prancheta interinamente.

Acessos na Itália e na Espanha

Duas torcidas ficaram muito felizes durante a Copa do Mundo, e nada teve a ver com o que aconteceu na Rússia. As segundas divisões de Itália e Espanha definiram os seus playoffs de acesso no primeiro fim de semana da competição russa. O tradicional Real Valladolid passou pelo Numancia na final e retornou a La Liga depois de quatro anos afastado. E o Frosinone conseguiu vaga na Serie A, ao vencer o Palermo, por 2 a 0, ratificando o acesso com um gol nos acréscimos do segundo tempo. Será a segunda participação da equipe na elite italiana, depois da estreia em 2015/16 – e o rebaixamento imediato.