O árbitro de vídeo se espalha nesta temporada por diversas ligas europeias. E o Campeonato Português é um daqueles que apresentam a novidade. Neste domingo, o VAR acabou sendo decisivo nos rumos do jogo entre Sporting e Estoril. Primeiro, anulou o tento que fecharia a conta para os alviverdes nos acréscimos, causando a insatisfação da torcida no Estádio José Alvalade. E as vaias se transformaram em gritos efusivos instantes depois, quando o recurso eletrônico foi acionado mais uma vez e evitou o empate dos visitantes. Ao final, os sportinguistas se deram por satisfeitos com o triunfo por 2 a 1, que os mantém com 100% de aproveitamento, ao lado do Porto na liderança.

O Sporting precisou de pouco tempo para abrir vantagem em Lisboa. Gelson Martins e Bruno Fernandes marcaram os primeiros gols com 11 minutos. No entanto, o Estoril cresceu no final da partida e pressionou, descontando com Lucas Evangelista aos 40. Por isso mesmo, quando Bas Dost balançou as redes nos acréscimos, o terceiro tento representava um alívio imenso. Foi aí que o VAR fez a diferença, corretamente anulando o lance por impedimento de Cristiano Piccini. Na sequência da partida, falta na intermediária e o Estoril anotou o gol que daria o empate. Contudo, o árbitro de vídeo flagrou mais um impedimento, mantendo o placar inalterado. Por mais confusão que tenha causado, a justiça acabou sendo feita para os dois lados.