Enquanto o Corinthians sofre com Johnny Herrera e Marcelo, Rubinho, ex-promessa do Timão, brilha em Portugal. O goleiro defendeu o pênalti cobrado por Paulo Sérgio, do Vitória de Guimarães, e colocou o Vitória de Setúbal, atual campeão do torneio, na final da Taça de Portugal.

Os primeiros 90 minutos acabaram em 0 a 0. A um minuto do final do primeiro tempo da prorrogação, Saganowski abriu o placar para os de Guimarães, calando a torcida do Setúbal, que jogava em casa. A dois minutos do fim do prolongamento, no entanto, Auri empatou o jogo, e levou a decisão aos pênaltis. O Setúbal acabou vencendo por 3 a 2.

O adversário na final será o Porto, que ontem eliminou o Sporting também nos pênaltis. Assim como no jogo desta quinta, a primeira semi-final acabou em 0 a 0 no tempo regulamentar e os visitantes abriram o placar na prorrogação, com Liedson. McCarthy empatou para o Porto, que venceu por 5 a 4 nos pênaltis.